As 5 disputas mais emocionantes do maior evento esportivo mundial

O maior evento esportivo mundial começou na quarta-feira, 21 de julho, com o futebol feminino e softball sendo os primeiros esportes da competição. Muita bola já rolou, muita competição de tirar o fôlego já aconteceu! E você já sabe, não é mesmo? As suas apostas esportivas dessas e outras modalidades estão na Betsson Brasil 😉

Trazemos aqui cinco dos eventos mais emocionantes que você não pode perder nas próximas duas semanas e meia.

1. Cerimônias de abertura e de encerramento

A cerimônia de abertura é sempre um evento imperdível para você entrar no clima do que está por vir. É uma fusão dos velhos tempos, remetendo à tradição de muitos séculos de jogos, com o que há de mais moderno. E a tecnologia vem desempenhando um papel cada vez maior no espetáculo. Cada cidade-sede se planeja muito para realizar suas cerimônias de abertura e de encerramento. O espetáculo celebra a singularidade da cultura do lugar onde os jogos estão acontecendo, além de servir como um momento de reflexão para o futuro.

Datas para anotar na agenda

·         Cerimônia de encerramento, domingo, 8 de agosto, 08:00 (Horário de Brasília)

2. Atletismo

Com 48 eventos ao total, pode-se dizer que o atletismo basicamente domina a competição. Haverá alguma atividade acontecendo nas pistas ou campos de corrida todos os dias entre 30 de julho e 8 de agosto.

A corrida de 100 metros é talvez o evento que, isoladamente, mais desperte o interesse do público. Haverá disputas preliminares para as categorias femininas e masculinas, e as semifinais e a final acontecem no dia seguinte.

Depois da aposentadoria de Usain Bolt, a batalha pelo ouro no masculino pode ficar entre a dupla americana Trayvon Bromell e Ronnie Baker. Na categoria feminina, há muita expectativa em torno de um confronto direto entre Shelly-Ann Fraser-Pryce e Elaine Thompson-Herah, ambas representando a Jamaica.

No outro extremo da modalidade de corrida está a maratona. Muitos dizem que o resultado da categoria masculina já está decidido, com Eliud Kipchoge, do Quênia, ganhando outra medalha de ouro, especialmente depois da sua vitória em 2016. Ele pode até quebrar seu próprio recorde mundial de 2:01:39 estabelecido em 2018.

Outra atração imperdível é o salto à distância feminino, com atletas de vários países tentando quebrar o recorde de 7,52 m, estabelecido em 1988 por Galina Chistyakova. Se tem alguém que pode fazer isso é a alemã Malaika Mihambo, atual campeã mundial.

Datas para anotar na agenda

·         Final feminina de 100 metros, sábado, 31 de julho

·         Final masculina de 100 metros, domingo, 1 de agosto

·         Final feminina de salto em distância, terça-feira, 3 de agosto

·         Maratona masculina, sábado, 7 de agosto

3. Ginástica

Nada menos que 324 competidores participarão de 18 eventos de ginástica neste ano. A ginástica artística tende a dominar os holofotes. Haverá também a ginástica de trampolim masculina e feminina, a prova coletiva feminina e a individual na modalidade rítmica.

Também vale a pena assistir a trave de equilíbrio feminina. As ginastas executam rotinas complexas em uma trave de apenas dez centímetros de largura e um metro de altura. A ginástica de solo masculina e feminina também é bem divertida, com os participantes executando belas coreografias ao som de música.

Simone Biles é A ginasta em quem você tem que ficar de olho. A norte-americana conquistou 30 podiums e campeonatos mundiais ao longo de sua carreira, o que a torna a ginasta mais premiada de todos os tempos. Ela ganhou medalhas de ouro nas modalidades individual geral, salto e solo nos últimos jogos do verão, há cinco anos.

Datas para anotar na agenda

·         Final individual geral masculino, quarta-feira, 28 de julho

·         Final geral individual feminino, quinta-feira, 29 de julho

·         Final de solo masculino, domingo, 1 de agosto

·         Final de solo feminino, domingo, 2 de agosto

·         Final da trave de equilíbrio feminino, segunda-feira, 3 de agosto

4. Natação

As 37 provas de natação reunirão quase mil competidores, com 928 atletas inscritos. Há uma prova mista – o revezamento 4×100 metros – além de 18 provas femininas e 18 masculinas.

Michael Phelps, o atleta de maior sucesso de todos os tempos, agora está aposentado. O medley individual de 200 metros foi a prova em que Phelps se destacou, tendo ganhado o ouro em 2004, 2008, 2012 e 2016. As possibilidades de vitória agora estão mais amplas, com Michael Andrew dos Estados Unidos, o japonês Daiya Seto e o australiano Mitch Larkin concorrendo ao pódio.

Nas provas de revezamento masculinas, os Estados Unidos esperam vencer no 4×100 medley, além do 4×100 metros livres e do 4×200 metros livres – mas a Rússia e a Austrália esperam chegar antes.

Nas provas de revezamento femininas, a Austrália é o país na liderança. Ariarne Titmus, Emma McKeon, Cate Campbell e Madison Wilson estão entre as melhores nadadoras do mundo. Portanto, seu status de favoritas a medalha faz todo o sentido. As atletas dos Estados Unidos são as que mais têm chances de vencê-las, principalmente no medley de 400 metros.

Datas para anotar na agenda

·         Final medley individual 200 metros masculino, sexta-feira, 30 de julho

·         Final livre feminino 800 metros, sábado, 31 de julho

·         Revezamento 4×100 medley feminino – final, domingo, 1 de agosto

5. Vôlei

Nesta edição, serão quatro modalidades diferentes de vôlei: vôlei de praia e vôlei de salão, tanto nas categorias masculina quanto feminina. Depois de estrear relativamente tarde em 1964, o vôlei se tornou uma das modalidades mais populares. E é certamente um esporte emocionante para assistir para quem não entende muito de esporte, até porque as regras são bastante intuitivas. Vamos nos concentrar na modalidade indoor aqui, já que ela continua sendo a mais divertida de todas.

Antigamente, a União Soviética dominava o pódio masculino, mas as últimas três tiveram três vencedores diferentes. O Brasil quer defender o título de 2016, mas Rússia, Estados Unidos e França estão entre as seleções com maior probabilidade de chegar à frente. A Polônia é outro país que se destaca pela sua equipe supertalentosa.

As equipes femininas da China e do Brasil têm brilhado nos últimos anos. Cuba não conseguiu mais sair vitoriosa depois das três medalhas de ouro consecutivas que conquistou em 1992, 1996 e 2000. A China é favorita para triunfar novamente em Tóquio, mas Itália, Sérvia e Estados Unidos também serão fortes concorrentes.

Datas para anotar na agenda

·         Vôlei de praia feminino, disputa pela medalha de ouro, sexta-feira, 6 de agosto

·         Vôlei de praia masculino, disputa pela medalha de ouro, sábado, 7 de agosto

·         Torneio indoor masculino, disputa pela medalha de ouro, sábado, 7 de agosto

·         Torneio indoor feminino, disputa pela medalha de ouro, domingo, 8 de agosto

Se joga! Agora que você já sabe quando os jogos acontecem, acesse o nosso site e monte sua melhor estratégia.