Curiosidades da Copa América 2021

Guia da Betsson para a Copa América 2021


A Copa América 2021 chegou ao fim com um clássico emocionante entre Brasil e Argentina, mas com um resultado melancólico para os torcedores brasileiros. A derrota na decisão foi um dos momentos baixos da Seleção Brasileira na competição, que sonhava em fechar a disputa com o bicampeonato. O lado positivo foi o excelente rendimento de Neymar durante a disputa.

Enquanto isso, a Argentina brilhou em campo e garantiu o 15º título na competição continental. Isso significa que os nossos rivais adicionaram mais um capítulo para a longa história da Copa América ao se igualarem ao Uruguai no número de conquistas.

Como havíamos mostrado no nosso Guia de Apostas para a Copa América, Brasil e Argentina confirmaram o grande favoritismo que tinham e chegaram até a decisão. Porém, não podemos focar apenas nessa grande final, pois não faltaram momentos emocionantes no torneio disputado entre junho e julho. Algumas outras equipes, como a Colômbia e o Peru, também fizeram bonito em campo e deixaram a competição de cabeça erguida.

Pelo lado negativo, além da derrota brasileira, as campanhas de Chile, Equador, Bolívia, Venezuela e Uruguai não foram assim tão boas. Essas seleções mostraram pouco futebol e não conseguiram ir muito longe na disputa.

No desempenho individual, alguns dos melhores jogadores da Copa América 2021 conseguiram fazer a diferença. Lionel Messi, Ángel Di María, Lautaro Martínez, Neymar, Lucas Paquetá, Christian Cueva e Luis Díaz foram alguns dos nomes que brilharam em campo.

A parceria da Copa América 2021 com a Betsson organiza esse último artigo para mostrar algumas das curiosidades do torneio realizado este ano. Vamos apontar os principais altos e baixos de uma competição que contou com dribles, gols, decisões nos pênaltis e muita emoção para os torcedores brasileiros.

Melhores momentos e jogadores que se destacaram

A Copa América 2021 contou com muitos jogos interessantes, seja na fase de grupos da disputa ou na fase final da competição sul-americana. Alguns momentos vão ficar marcados para sempre na mente dos torcedores que acompanharam toda a competição.

Brasil domina no Grupo B

A Seleção Brasileira pode ter perdido a decisão para a Argentina, mas o bom rendimento na fase de grupos da Copa América 2021 foi um dos pontos altos do torneio. As vitórias contra Peru, Venezuela e Colômbia, além do empate com o Equador, garantiram com tranquilidade a primeira posição do Grupo B. A equipe liderada por Tite fechou a primeira fase com 10 gols marcados e apenas dois sofridos, mostrando que existia potencial no elenco.

Argentina campeã pela 15ª vez

O momento mais alto da competição não poderia ser outro. A sonhada decisão entre Brasil e Argentina se transformou em realidade, e o jogo correspondeu às expectativas dos torcedores. A disputa truncada e emocionante terminou com um final feliz para os argentinos, que venceram por 1 a 0, com um belo gol de Ángel Di María. Com muitas faltas e muitas disputas em campo, a final teve todas as características dos clássicos entre os maiores rivais do futebol sul-americano.

Colômbia e Peru dão show na disputa pelo 3º lugar

Outra partida que mostrou o que a Copa América tem de melhor foi a disputa entre Colômbia e Peru. As duas equipes eliminadas nas semifinais fizeram um dos melhores jogos da competição na disputa pelo 3º lugar. Os colombianos venceram por 3 a 2, mas a vitória não foi nada fácil. Após sair atrás no placar, a equipe liderada pelo artilheiro Luis Díaz só garantiu a vitória com um gol nos acréscimos. Foi uma despedida em alto nível das duas equipes.

Messi brilha e supera um excelente Neymar

A Copa América sempre foi um torneio marcado pelos bons desempenhos individuais, e nessa edição não foi diferente. O argentino Lionel Messi brilhou durante toda a disputa e mostrou porque é considerado um dos melhores de todos os tempos. Além de ficar com o prêmio de melhor jogador da competição e conseguir cinco assistências, o camisa 10 também foi um dos artilheiros, com quatro gols marcados. 

Neymar também conseguiu fazer uma excelente competição, mas acabou frustrado pela derrota na final. O principal jogador do Brasil marcou dois gols e distribuiu três assistências, ficando atrás apenas de Messi nesse quesito. Foi bem em todos os jogos da Seleção, principalmente na final, contra os argentinos. O atacante do PSG conseguiu ser um líder durante os jogos disputados entre os dias 13 de junho e 10 de julho pela Copa América

Luis Díaz rouba a atenção com gols

O colombiano Luis Díaz também era indicado ao prêmio de melhor jogador da Copa América. Com 24 anos e muito faro de gol, o atacante da Colômbia dividiu a artilharia com Lionel Messi, sendo exaltado por torcedores e jornalistas. Um destaque especial para os dois gols que marcou na disputa pelo 3º lugar.

Pelo lado do Peru, que acabou como quarta melhor equipe, os jogadores Gianluca Lapadula e Christian Cuevas ganharam destaque. Os dois atletas mostraram bom futebol e saíram em alta da Copa América 2021.

Surpresas e decepções na Copa América 2021

Apesar de a final entre Brasil e Argentina ter confirmado a projeção feita no início da competição, algumas surpresas e fracassos chamaram a atenção na Copa América 2021. Quem aproveitou as promoções da Betsson para apostar em certas zebras pode ter comemorado bastante algumas dessas surpresas.

Colômbia e Peru surpreendem e Uruguai desaponta

A disputa entre Colômbia e Uruguai pelas quartas de final marcou o confronto entre uma das principais surpresas da Copa América contra uma das principais decepções. A vitória nos pênaltis dos colombianos, após empate sem gols, sacramentou a eliminação do Uruguai e mandou para casa um time com Edinson Cavani, Luis Suárez e Arrascaeta. O treinador Óscar Tabárez fracassou com um bom elenco em mãos e saiu da competição com apenas duas vitórias e quatro gols marcados.

Enquanto isso, a Colômbia seguiu no torneio e quase surpreendeu a Argentina na semifinal. A equipe do artilheiro Luis Díaz e do ala Juan Cuadrado segurou um empate contra o adversário, por 1 a 1, mas acabou caindo nos pênaltis. A recompensa veio com o 3º lugar, após vencer o também surpreendente Peru. A seleção de Christian Cuevas voltou a mostrar bom futebol no torneio, dois anos após o vice-campeonato.

Equador, Bolívia e Venezuela fracassam em campo

O Uruguai não foi a única equipe que fracassou na Copa América 2021. A Bolívia e a Venezuela também desapontaram e foram eliminadas ainda na fase de grupos. Os dois times queriam mostrar alguma evolução, mas acabaram como as piores equipes do futebol sul-americano. 

A seleção do Equador até avançou de fase, mas por incompetência das duas equipes que citamos. O elenco com Arboleda, Enner Valencia e Ángel Mena fez uma péssima campanha, foi eliminado pela Argentina por 3 a 0 e saiu da Copa América sem nenhuma vitória.

Chile vai mal e decepciona torcedores

Apesar de começar a competição sonhando com um título, o Chile passou longe de mostrar qualquer protagonismo na competição. A surpreendente derrota por 2 a 0 para o Paraguai, ainda na fase de grupos, era um sinal do que estava por vir. Arturo Vidal, Alexis Sánchez e Eduardo Vargas não se encontraram em campo e a equipe foi eliminada pelo Brasil logo nas quartas de final. A única vitória na competição foi contra a fraca Bolívia.

Brasil cai de rendimento e fica com vice

A derrota para a Argentina de Messi na final da Copa América 2021 não é nenhum fracasso. Porém, após o título de 2019, a expectativa era o bicampeonato. Essa expectativa não se cumpriu, e o baixo rendimento de alguns atletas pode explicar isso. Após uma primeira fase quase perfeita, o Brasil caiu de rendimento na reta final. Gabriel Jesus voltou a falhar com a camisa 9, após expulsão nas quartas de final, situação que o tirou das últimas duas partidas da competição. Roberto Firmino, Renan Lodi e Gabigol também não foram bem e mostraram que Tite precisa mexer no elenco até 2022.